Qual tomar Whey Protein ou Albumina?

Whey protein ou albumina qual tomar Blog Play Suplementos

Qual tomar Whey Protein ou Albumina?

Muitos praticantes de atividades físicas já se depararam com essa dúvida: Qual tomar Whey Protein ou Albumina? Pensando nisso, a Play Suplementos fez um texto para tirar todas suas dúvidas e esclarecer qual é o suplemento alimentar mais adequado para você. Leia a matéria abaixo.

whey protein ou albumina qual tomar

Entenda Seus Usos e Diferenças entre Whey Protein e Albumina

Qual tomar Whey Protein ou Albumina? Para esta pergunta, temos uma resposta muito comum quando o tema é nutrição e saúde: depende. Embora o whey seja mais “famoso”, a albumina também continua sendo uma excelente opção para quem precisa de suplementação proteica. A questão é entender como cada um atua para não ter dúvidas na hora de usar. E é isso vamos explicar nesse artigo sobre whey protein e albumina, confira.

Whey protein e albumina: o que são e para que servem

Whey protein é o nome comercial da proteína extraída do soro do leite. Possui altas quantidades de aminoácidos essenciais (aqueles que nosso corpo não produz) e tem absorção rápida. O whey protein (ou “a whey protein”) pode ser ingerido no pré treino, pós treino e também ao longo do dia, para complementar o consumo de proteínas na dieta, principalmente em lanches fora de casa.

Além de ajudar na obtenção de melhores resultados por atletas e praticantes de atividade física regular, sobretudo de musculação, por auxiliar na reparação e ganho de massa muscular, a suplementação com whey protein também pode trazer benefícios para pessoas com condições de saúde específicas, como HIV, hepatite, câncer, doenças gastrointestinais, osteoporose, e doenças cardiovasculares, como informa diversos estudos sobre esse tipo de proteína.

Também não podemos deixar de citar o uso da whey protein como auxiliar no processo de emagrecimento, por seu efeito benéfico na manutenção da massa corporal magra, capacidade de promover saciedade e teor calórico relativamente baixo.

Como dito, o whey é obtido a partir do soro do leite, que é filtrado e separado durante o processo de fabricação do queijo. O processo de filtragem do soro do leite determina o tipo de whey protein resultante, que pode ser:

 

  • Whey protein concentrado: nesse tipo de proteína, o processo de filtragem não elimina totalmente a gordura, a lactose e sua estrutura se mantém intacta, tendo por isso um processo natural de digestão (relativamente lento). Alérgicos à proteína do leite e intolerantes à lactose podem ter problemas para digerir esse tipo de whey.

 

  • Whey protein isolado (WPI): praticamente livre de lactose (podendo ser usado por intolerantes), gordura e colesterol. O processo de filtragem desse tipo de whey quebra a estrutura das proteínas, garantindo uma rápida absorção e fornecimento imediato de aminoácidos, por isso ele é indicado sobretudo no pós treino.

 

  • Whey protein hidrolisado (WPH): também conhecido como whey pré-digerido, esse tipo de suplemento passa por um processo que quebra as proteínas do soro do leite por hidrólise, convertendo-as em partículas menores, semelhante ao que ocorre durante a digestão. Por isso, sua digestão e absorção são ainda mais rápidas. É uma opção para alérgicos a proteínas de origem animal e intolerantes à lactose.

 

Albumina é uma proteína produzida naturalmente pelo corpo humano, no fígado. Os suplementos de albumina consistem basicamente na proteína obtida com o processo de pasteurização da clara do ovo (por isso não devem ser consumidos por alérgicos a esse alimento). Tem um processo de digestão lento, contém aminoácidos essenciais e não essenciais, além de vitaminas e minerais. A albumina melhora a coagulação sanguínea e a cicatrização.

Para os praticantes de atividade física, a albumina, assim como o whey protein, é importante para a regeneração e o crescimento muscular, além de atuar como repositor energético durante os exercícios. É também eficaz na recuperação muscular depois de treinos intensos e auxilia na regeneração de pequenas lesões.

Outro ponto em comum na comparação entre albumina e whey protein é que ela, assim como o famoso suplemento, tem usos que ultrapassam o mundo fitness. Já foi comprovado que a albumina (como suplemento) pode ser empregada no tratamento de doenças crônicas do fígado, para suprir a albumina que o organismo não consegue produzir.

Assim como a proteína do soro do leite, a albumina pode ser usada como auxiliar no processo de emagrecimento, por contribuir para a manutenção da massa magra corporal e promover sensação de saciedade prolongada, devido a seu processo de digestão mais lento.

Outro grande atrativo da albumina para quem precisa consumir um suplemento proteico é o preço: quando comparada ao whey protein, a albumina tem um custo consideravelmente menor.

Albumina ou whey protein qual tomar e por que?

Como vimos, whey protein e albumina possuem características em comum: ambas possuem aminoácidos essenciais, contribuem para a recuperação e ganho de massa muscular e podem auxiliar no processo de emagrecimento. Uma diferença é a velocidade de absorção entre albumina e whey protein, sobretudo quando comparada ao whey protein isolado ou hidrolisado.

Essa diferença no tempo de absorção é a chave para estabelecer em que situações é mais recomendado utilizar whey protein ou albumina como suporte à prática de atividade física.

Quando é necessária uma reposição imediata de proteína, após treinos de musculação muito intensos, por exemplo, o whey protein é o suplemento mais indicado.

Por ter absorção mais lenta, a albumina é a melhor opção para garantir uma reposição de proteínas por tempo prolongado. Quando consumida antes de dormir, a albumina garante proteína para os músculos durante toda a noite, evitando que o metabolismo utilize a energia das proteínas musculares para a realização de funções vitais (catabolismo). Também pode-se consumir a albumina pela manhã, para garantir um suprimento de proteínas boas para a realização das atividades do dia a dia.

Para quem precisa de suplementação proteica mas não pode gastar muito, a albumina é a melhor opção, até mesmo para ser usada no pós treino, levando em consideração seu tempo de absorção mais longo, quando comparada ao whey.

E usar albumina e whey protein juntos, pode? Pode sim, inclusive, já encontramos no mercado brasileiro os chamados blend proteicos, suplementos que combinam diferentes tipos de proteínas, como whey protein, albumina e caseína, com tempos de absorção distintos, para garantir um aporte gradual e constante de aminoácidos.

Confira aqui o melhor preço de Albumina

Confira aqui o melhor preço de Whey Protein

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *